14 fevereiro 2017

Dia de São Valentim ou um rebanho de cabras




Acordas de manhã e é dia de São Valentim.
Tens que te levantar e recomeçar a rotina da terça feira. Que é igual de segunda a sexta...
Mas hoje é terça. E é dia de São Valentim.
Há alguém com quem queres estar. Com quem deverias estar. Mas... Está longe. Não muito. O suficiente para que não possa estar junto.
A distância é tramada . Quanto mais longe estás mais diminui a ansiedade de ter. De ver.
Mas hoje é dia de São Valentim. E há alguém com quem devias estar.
Se a vida (lá vem ela novamente) fosse justa era lá que estarias.
São horas de sair da cama e ir com os cães à rua.... Tarefa que há muito se tornou um fardo. Algo que fazia com o maior gosto e vontade virou um tormento.
Enfim....
Saio da cama e recordo o nosso recente passeio ao Gerês. As quedas de água... E o rebanho de cabras!

8 comentários:

João P. disse...

"Quanto mais longe estás mais diminui a ansiedade de ter. De ver." não sei se concordo, quando ao resto, venham as cabras, que não querem saber do dia de São Valentim para nada!

São cabras o ano todo!

Mafalda Oliveira disse...

Pois.... São cabras.
Está tudo dito...

João P. disse...

Não vamos mudar de estatuto por um dia? Pois não?

Se abolicem o dia dos namorados, deixaria de haver namorados?

Mafalda Oliveira disse...

Não vamos mudar nada... Há dias em que os dias são mais injustos... Ou eu sou mais sensível.
Se abolicem o mundo, ainda assim haveria nozes!

João P. disse...

Gosto de nozes!

Mafalda Oliveira disse...

Eheheheh eu também ;)

Maria Eu disse...

Ele existe e isso é bom.

Beijos, Mafy :)

Mafalda Oliveira disse...

É muito bom Maria!
Beijos :)