18 fevereiro 2014

Partidas e chegadas!

Quantas vezes já partiste?
E quantas já chegaste?
Sabes a dor que dá ver - te partir?
Sabes quanto custa ver - te chegar?
Quantas vezes já partiste?
E quantas já chegaste?
A tua partida leva algo de mim. Umas vezes a vontade de sorrir. Outras a vontade de seguir. Vezes houve que levou a vontade de fazer.
A tua chegada trás o sol. O meu sol! Aquele que é só meu e que tu levas quando partes.
Trás a primavera, os passarinhos a cantar. Trás - me a vontade de cozinhar. De fazer coisas contigo.
No livro do pequeno príncipe, a parte do principezinho e da raposa é a minha preferida do livro por essa mesma razão.
Também a minha vida é feita de partidas e chegadas. E se me cativares e vieres sempre à mesma hora, uma hora antes eu já me sinto feliz.
Ele julgava - se feliz por ter uma rosa única no mundo até ver um campo cheio de rosas iguais à sua e aí percebeu que felicidade não vem de ter coisas únicas mas de ter cativado a única coisa que nos cativa. A que para nós é única no mundo.
Tudo na vida são partidas e chegadas. Mas umas custam mais que outras.
Quando fico a ver - te partir anseio pelo momento em que te verei chegar.
No momento em que te vejo chegar começo a antever a tua partida. Sei que parece um contra senso.
Na verdade sei que o é.
Sei que um dia isto vai terminar.
E nesse dia não partirás mais...
Mas até que esse dia chegue... Até lá, continuarei a sofrer com todas as partidas e a ansiar todas as chegadas!

2 comentários:

João Pereira disse...

Raios! De tanto ir e voltar, acabo sempre por pensar que nunca mais vou embora!

É o regresso que me dá força para continuar! É o voltar para onde Pertenço que faz com com que o meu sorriso não se vá! São as saudades que tenho que me fazem contar as horas e os minutos!

E por tudo isso... Quero sempre voltar!

Mafy Oliveira disse...

Volta :)
Quero - te onde pertences!